Jesus Cristo, nosso Mestre.

Jesus Cristo, nosso Mestre.
"E ninguém toma para si esta honra, senão o que é chamado por Deus, como Aarão". (Hebreus 5:4) – “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz". (I Pedro 2:9)

terça-feira, 29 de junho de 2010

Nota de Falecimento

Morre dona Araci Lima, mãe da dupla Chitãozinho e Xororó
Vítima de um infarto cardíaco, Dona Araci Lima, 76 anos, faleceu às 18h50 da última terça-feira (22), em Campinas (SP). Nascida em Cambará (PR), a mãe de Chitãozinho e Xororó e outros seis filhos, deixa ainda 20 netos e um bisneto. "A família agradece o apoio e o respeito nesse momento de dor", disse a assessoria de Sandy e da dupla sertaneja, através de comunicado oficial.
A dupla sertaneja Chitãozinho & Xororó cancelou o primeiro show da turnê em comemoração aos 40 anos de carreira, que seria realizado na sexta-feira em São Paulo, após a morte da mãe dos cantores, dona Araci Lima, na noite de terça-feira.
O corpo foi enterrado no Cemitério da Saudade, em Campinas, interior de São Paulo, por volta das 11h desta quarta-feira. Aos 76 anos, Dona Araci foi internada em estado grave durante a madrugada, passou por um cateterismo e chegou a apresentar um quadro estável, mas não resistiu a um infarto.
Cerca de 100 pessoas acompanharam o sepultamento, entre eles os netos Sandy, acompanhada do marido Lucas Lima, e Júnior. A família permaneceu quieta durante todo o tempo e não falou com a imprensa

sábado, 26 de junho de 2010

Mensagem da Primeira Presidência

Presidente Henry B. Eyring
Primeiro Conselheiro na Primeira Presidência

A Liahona, Julho 2010
Amigos Fiéis


   Um dos grandes tributos que o Salvador pode render-nos é chamar-nos de “amigos”. Sabemos que Ele ama com amor perfeito todos os filhos de Seu Pai Celestial. Contudo, Ele reserva esse título especial para aqueles que tiverem sido fiéis a Seu serviço. Devem estar lembrados da seção 84 de Doutrina e Convênios: “E também vos digo, meus amigos, pois de agora em diante vos chamarei de amigos: É conveniente que eu vos dê este mandamento, a fim de que vos torneis como os meus amigos dos dias em que estava com eles, viajando para pregar o evangelho com o meu poder” (D&C 84:77).
   Tornamo-nos amigos Dele ao servirmos ao próximo em Seu nome. Ele é o exemplo perfeito do tipo de amigo que devemos tornarnos. Ele deseja apenas o que é melhor para os filhos de Seu Pai Celestial. A felicidade deles é a Sua felicidade. Ele sente os pesares deles como se fossem os Seus próprios, pois pagou o preço de todos os pecados deles, bem como tomou sobre Si todas as enfermidades, suportou todos os problemas e sentiu todos os anseios deles. Seus motivos são puros. Ele não busca reconhecimento para Si, mas dá toda a glória a Seu Pai Celestial. O amigo perfeito, Jesus Cristo, é completamente altruísta ao oferecer a felicidade aos outros.
   Cada um de nós que fez o convênio batismal prometeu seguir Seu exemplo ao carregar os fardos uns dos outros, como Ele o faria (ver Mosias 18:8).
   Nos próximos dias, vocês terão muitas oportunidades de ser amigos Dele. Talvez ao percorrerem uma estrada de terra. Talvez ao andarem de trem. Talvez ao buscarem um lugar para sentar numa congregação da Igreja. Caso estejam atentos, verão alguém carregando um fardo pesado. Pode ser um fardo de tristeza, solidão ou ressentimento. Isso só lhes será visível caso tenham orado para que o Espírito lhes conceda olhos para ver o que está no coração das pessoas e se tiverem prometido erguer as mãos que pendem.
   A resposta para sua oração pode ser o rosto de um velho amigo, alguém que vocês não veem há anos, mas cujas necessidades lhes vêm de súbito à mente e ao coração, e aparentam ser as suas próprias necessidades. Isso já aconteceu comigo. Velhos amigos estenderam-me a mão vencendo a barreira da distância e do tempo para oferecer incentivo quando somente Deus poderia ter-lhes mostrado meu fardo.
   Os profetas vivos de Deus pedem-nos que sejamos amigos fiéis para as pessoas que entram na Igreja como conversos e que resgatemos as que se distanciaram. Podemos e vamos fazê-lo caso sempre recordemos o Salvador. Quando estendemos a mão para socorrer alguém ou para erguer um fardo, Ele está a nosso lado. Ele nos conduzirá aos necessitados. Ele nos abençoará para que sintamos o que eles sentem. Ao persistirmos em nosso empenho para servi-los, receberemos com intensidade, cada vez maior, o dom de sentir o amor que Ele nutre por eles. Isso nos dará coragem e força para continuarmos a servir e ajudar com onstância e fidelidade.
   E, no tempo e na eternidade, sentiremos a alegria de desfrutar a companhia de Seus amigos fiéis. Oro por essa bênção para todos nós e para as pessoas a quem serviremos. ◼

Ensinar Usando Esta Mensagem
É mais provável que os membros da família participem de modo significativo, caso lhes seja pedido que busquem algo ao examinarem as escrituras e as palavras dos profetas (ver Ensino, Não Há Maior Chamado 1999, p. 55). Ao ler o artigo, peça aos membros da família que identifiquem princípios que os ajudarão a ser dignos de ser chamados de amigos do Senhor.
O livro Ensino, Não Há Maior Chamado declara: “Se vocês tiverem o amor de Cristo, estarão mais bem reparados para ensinar o evangelho. Serão inspirados a ajudar as pessoas a conhecer o Salvador e segui-Lo” (p. 12). Identifique no artigo princípios que possam ajudar você a ser um melhor mestre familiar. Discuta-os com seu companheiro e, em espírito de oração, pensem em como podem ser “amigos fiéis” das pessoas a quem servem.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Mutirão de Visitas

Neste sábado, 26, às 15 horas, haverá na ala Cecília, um mutirão de visitas realizado pelo Quorum do Sacerdócio. Na última reunião do sacerdócio da estaca a presidência designou as alas para que realizassem um mutirão a fim de ajudar no crescimento da estaca com relação ao fator nutrição (Programa da Igreja para qualificação de uma estaca). Esse mutirão também tem a finalidade de convidar membros menos ativos e semi-ativos para retornarem a Cristo.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Notícias da Estaca Bom Jardim

Reunião Geral do Sacerdócio da Estaca
Templo do Recife Brasil

Domingo, 20, aconteceu na sede da Estaca, a Reunião do Sacerdócio; reunião esta que acontece 2 veses no ano. Nesta reunião foram abordados os seguintes assuntos: O presidente Castro, 1º conselheiro na presidência, falou sobre o importante papel da mulher na Igreja e na sociedade de um modo geral. O presidente Jucá, 2º conselheiro, falou sobre os deveres do Sacerdócio Aarônico, fazendo assim com que muitos jovens pudessem participar. E por fim, o presidente Andrade, falou sobre a Exaltação no mais alto grau de glória.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Mensagem da Primeira Presidência

Canários de Asas Cinzentas

Pres. Thomas S. Monson
A Liahona, Junho 2010

   Há quase 60 anos, quando eu era um jovem bispo, Kathleen McKee, uma viúva de minha ala, faleceu. Entre seus pertences, havia três canários de estimação. Dois deles, com perfeita coloração amarela, seriam dados a amigos. O terceiro, Billie, era amarelo com manchas cinzentas nas asas. A irmã Kathleen deixara um bilhete para mim: "Será que você e sua família podem oferecer-lhe um lar? Ele não é o mais bonito, mas é o que canta melhor".
   A irmã Kathleen era bem parecida com seu canário amarelo de asas cinzentas. Não fora abençoada com beleza ou autoconfiança, nem recebera honras da posteridade. No entanto, os cânticos que ela entoava ajudavam as pessoas a carregar seus fardos com mais disposição e a desempenhar melhor suas tarefas.
   O mundo está cheio de canários amarelos de asas cinzentas. Pena que tão poucos deles tenham aprendido a cantar. Alguns são jovens que desconhecem quem são, o que podem vir a ser ou até mesmo o que desejam ser; tudo o que querem é ser alguém. Outros estão curvados pela idade, abatidos por preocupações ou repletos de dúvidas, levando uma vida muito aquém de seu potencial.
   A fim de vivermos plenamente, devemos desenvolver a capacidade de enfrentar os problemas com coragem, as decepções com alegria e o triunfo com humildade. Talvez se perguntem: "Como alcançar essas metas?" Respondo: "Adquirindo a verdadeira perspectiva de quem realmente somos!" Somos filhos de um Deus vivo e fomos criados à Sua imagem. Pensem nisto: criados à imagem de Deus. Não é possível ter essa convicção sincera sem vivenciar um profundo sentimento renovado de força e poder.
   Em nosso mundo, o caráter moral costuma ser visto como secundário em relação à beleza e ao charme. Contudo, o conselho do Senhor ao profeta Samuel ecoa já há muito tempo: "O Senhor não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração" (I samuel 16:7).
   Ao buscar um homem de fé, o Salvador não o escolheu no meio de hipócritas que eram vistos regularmente na sinagoga. Na realidade, chamou-o entre os pescadores de Cafarnaum. Simão - hesitante, inculto e impetuoso - tornou-se Pedro, Apóstolo de grande fé. Um canário amarelo de asas cinzentas tornou-se digno da plena confiança e do amor duradouro do Mestre.
   Na escolha de um missionário fervoroso e eficaz, o Salvador não o achou no meio de Seus defensores, mas entre Seus adversários. Saulo, o perseguidor, tornou-se Paulo, o pregador.
   O Redentor escolheu pessoas imperfeitas para ensinar o caminho da perfeição. Fez isso no passado e continua a fazê-lo hoje: chama até mesmo canários amarelos de asas cinzentas. Ele convida todos nós para que O sirvamos aqui na Terra. Nosso comprometimento deve ser total. E em nosso empenho, caso venhamos a tropeçar, que supliquemos: "Guia-nos, guia-nos, Tu que os homens modelas, ergue-nos do abismo e leva avante nossa caravela".
   Oro para que sigamos o exemplo do Homem da Galiléia, que sempre estava ao lado dos pobres, desprezados, oprimidos e aflitos. Que um cântico verdadeiro brote de nosso coração ao procedermos dessa forma.